Adolescente Aprendiz: candidatos devem observar mudanças no edital

30 de janeiro de 2008

Jovens interessados no programa Adolescente Aprendiz! Conforme já foi dito no post anterior, os Correios reabriam as inscrições para essa seleção. Mas os candidatos devem observar alguns detalhes importantes:

Primeiro: OS CANDIDATOS NÃO PODEM FAZER MAIS DE UMA INSCRIÇÃO, conforme prevê o item 9.8.2 (“o candidato somente poderá efetuar uma única inscrição no concurso); quem se inscreveu em dezembro de 2006 NÃO deve fazer nova inscrição, sob risco de ter a inscrição anulada – por duplicidade;

Segundo: o conteúdo programático e os locais de provas são os mesmos descritos no edital de dezembro de 2007, exceto no caso do Senai de MG, que agora será FATEC/BH FACULDADE SENAI DE TECNOLOGIA da

R. Santo Agostinho, 1717 – Bairro Horto de Belo

Horizonte (MG);

Terceiro: O limite máximo de idade é de 18 anos no ato da inscrição e o mínimo é de 14 anos completos no ato da CONTRATAÇÃO;

Quarto: Não será necessário comprovar residência próxima ao local da vaga pleiteada;

Quinto: candidatos que ainda não têm carteira de identidade podem se inscrever apenas com a Certidão de Nascimento (do jovem ou do responsável).

A data de aplicação da prova AINDA NÃO FOI DIVULGADA. Isso deve ser feito depois de encerradas as inscrição, ou seja: após o dia 13 de fevereiro de 2008.

Todas as informações sobre o edital dos Correios e as retificações feitas podem ser vistas no final da página dos Correios que trata do processo seletivo para o programa Adolescente Aprendiz.

POR: Trabalho e Formação Profissional


“CORREIOS” Adolescente Aprendiz: conteúdo das provas

26 de janeiro de 2008

Mesmo que o novo edital do concurso Adolescente aprendiz, dos Correios, ainda não tenha sido publicado, os jovens já podem ir estudando. O conteúdo programático publicado no primeiro edital serve como base. As mudanças que vão compor o novo edital serão, acredita-se, em relação ao público com direito a participar do programa. Haverá provas de Português, Matemática e Ciências. Os tópicos de cada uma dessas disciplinas pode ser visto no edital Esse da provas será mantido, mesmo com a publicação de novo edital, como está previsto para breve. Assim, o ideal é ir estudando de acordo com o primeiro edital. É bom levar em conta que a concorrência vai aumentar! Mais jovens vão se inscrever.

Fonte: Trabalho e Formação Profissional


Quais as obrigações trabalhistas existentes na contratação de estagiários?

23 de janeiro de 2008

O estágio de estudantes não se confunde e não deve se confundir com emprego, quer de caráter temporário, quer de duração indeterminada. São figuras totalmente distintas. O estágio não é , portanto, emprego; logo, não cria vínculo empregatício entre as partes e é regulamentado por legislação específica (Lei 6494/77 e Decreto 87.497/82).
Por não ser empregado, o estagiário não é cadastrado no PIS/PASEP, não faz jus ao aviso prévio em caso de rescisão contratual, não tem direito a férias, nem a 13º salário; ao estagiário, também, não se aplicam as obrigações relativas a contrato de experiência, contribuição sindical e verbas rescisórias.
Sobre a Bolsa-estágio não incidem contribuições para o INSS, nem para o FGTS.

Fonte: Estagiarios


Direitos do Estagiário

23 de janeiro de 2008

Conforme Decreto 87.497/82, que regulamenta a Lei 6.494/77, alterada pela Medida Provisória nº 2164-41, de 24 de agosto de 2001, os estágios nas Empresas e Instituições contratantes de estagiários são regidos por normas e procedimentos específicos. A seguir o resumo destas disposições relativamente ao Aluno.

  • Quaisquer Empresas, públicas ou privadas, em condições de proporcionar experiência prática ao aluno podem contratar, como estagiários, a partir de 16 anos, estudantes regularmente matriculados e freqüentando cursos de educação superior, de ensino médio, de educação profissional de nível médio ou superior ou escolas de educação especial;
  • A realização do estágio dar-se-á mediante Termo de Compromisso firmado entre o estudante e a Empresa contratante, com a interveniência da Instituição de Ensino;
  • O estágio não cria vínculo empregatício de qualquer natureza, mas possibilita ao aluno a chance privilegiada de, ao final do estágio, ser contratado como funcionário;
  • O estagiário contratado poderá receber bolsa de estágio mensal ou outra forma de contraprestação de serviços previamente acordada;
  • Por liberalidade, as empresas podem conceder aos estagiários os benefícios assegurados aos demais funcionários;
  • O estagiário fará jus, obrigatoriamente, ao Seguro de Acidentes Pessoais oferecido pela Empresa, durante o período em que estiver estagiando;
  • O contrato de estágio, por não ter vínculo empregatício, pode ser rescindido a qualquer momento por qualquer das partes.
  • O duração total do estágio curricular não poderá ser inferior a um semestre letivo;
  • A jornada de trabalho deve ser sempre compatível com a atividade escolar;
  • A empresa não é obrigada a liberar o estagiário nem reduzir sua carga horária no período de provas na escola;

Fonte: Estagiarios


Senac encaminha para o mercado de trabalho

21 de janeiro de 2008

Senac-DF – 27/03/07 11:49

Senac encaminha para o mercado de trabalho
Coordenadoria de Comunicação e Divulgação

A Coordenadoria de Inclusão e Cidadania (CIC) do Senac-DF oferece um importante serviço aos alunos do Senac-DF: o Senac Emprego, que coloca à disposição das empresas cadastradas os alunos formados pela instituição, com o intuito de atender às necessidades e demandas de profissionais qualificados. Esse serviço é gratuito, tanto para o aluno como para o empregador.

Para participar, o aluno, assim que terminar o curso, deve procurar a CIC, que fica no Senac 903 Sul, para preencher um mini-currículo que ficará à disposição da Coordenadoria. Já a empresa que quiser receber as indicações dos profissionais formados pela instituição, deve se cadastrar.

A CIC realiza ações que visam diminuir as desigualdades, atuando com donas de casa, terceira idade, menores em situação de risco social, postulantes ao primeiro emprego, reinserção no mercado de trabalho, menores aprendizes e portadores de necessidades especiais. Informações: (61) 3322 6964.

FONTE: Senac-DF


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 585 outros seguidores